Archive for novembro \29\UTC 2007

Previdência Social: tem alguém aí interessado em se informar?

quinta-feira, 29 novembro 2007

Ontem assisti aos debates sobre a Previdência Social (“Como incluir os excluídos?”) realizado num hotel no centro de SP. Pesquisadores do primeiro time fizeram boas apresentações. Os textos e apresentações estão disponíveis em http://www.eco.unicamp.br/Cesit/boletim_visualizar.html. O evento culminou com um debate com a presença de presidentes de várias centrais sindicais.

No evento foi mencionado que a imprensa não se interessou em divulgar o debate. Os jornalistas fizeram-se presentes apenas no primeiro dia quando o presidente do IPEA, Marcos Pochman fez sua apresentação. Concentraram-se apenas nas questões internas do IPEA.

A midia deveria ter coberto o acontecimento? Tem alguém aí interessado em saber ?

Uma pesquisa nos sites de várias das publicações da chamada grande imprensa mostra que, exceto pelo Último Segundo, o assunto não recebeu a mínima cobertura. Pesquisa no Google News mostra que a grande imprensa não está cobrindo grandes temas.

Anúncios

A quem servem os Tribunais de Contas?

terça-feira, 27 novembro 2007

Gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal indicam que o presidente do TCE (Tribunal de Contas do Estado)-BA, preso em 22/11/2007 intermediou a liberação de recursos para empresários em troca de ajuda financeira à campanha eleitoral do filho.

TC-SP: Monumento ao Funcionário Público Desconhecido Desperdício

O vice-presidente do TCE-SP mantém 3 filhas e um genro como funcionários nomeados do gabinete e o chefe do gabinete não sabe informar se estas pessoas trabalham lá (“Eu não sei [se trabalham no gabinete]”). As informações sobre salários que deveriam ser públicas não estão disponíveis (Folha de SP de 26/11).Um cálculo bem conservador com base nas informações do artigo permite afirmar que o montante de desvio apenas com pessoal, apenas nos gabinetes dos conselheiros, poderia chegar facilmente aos R$ 300 mil/mês. Se o vice-presidente do TCE se comporta assim, é razoável supor que possam haver irregularidades também em outros aspectos.

Existem TCs na União, nos 27 Estados e em várias capitais. Por baixo são 30 megaestruturas com nepotismos, penduricalhos funcionais, maravilhosas aposentadorias, licitações, imóveis, automóveis, telefones, tráfico de influência fora das vistas do público e outros aspectos que a imaginação não alcança.

Baseado nas leituras de jornais das últimas décadas e correndo o risco de alguma imprecisão por desconhecimento da legislação, o que é notório a respeito dos Tribunais de Contas é que:

  • os conselheiros são vitalícios, indicados pelos poderosos de plantão;
  • se tiverem conhecimento especializado ótimo, caso contrário são nomeados assim mesmo;
  • os salários estão entre os mais altos das funções públicas;
  • aparentemente seus pareceres só tem conseqüências morais (pouca ou nenhuma mudança em procedimentos, punição aos responsáveis e outros aspectos práticos) e são emitidos muito tempo depois dos fatos terem acontecido.

Alguém aí lembra algo de positivo feito por algum TC em algum momento?

Sugiro uma campanha para a completa e imediata extinção destes órgãos em todo o país. Ampla publicidade de todas as informações pela Internet. Contrate-se auditorias externas que tenham um nome a zelar e não possuam contratos vitalícios para avaliar a veracidade das informações publicadas. Revoguem-se as disposições em contrário.

Do ponto de vista da boa- gestão não há sentido algum em se manter um órgão que não atende às finalidades para as quais foi criado e que se revela uma fonte persistente de desvio de recursos.

ATUALIZAÇÕES:

A FSP de 15/12 trouxe duas notícias sobre este tema.

Ao pé da pág A-14 uma pequena nota informava que o deputado estadual Humberto Bosaipo (DEM-MT) foi nomeado conselheiro do TC-MT com o salário de R$ 22.111. Este senhor é réu em 50 (cinqüenta) ações civis, 8 (oito) ações penais por irregularidades. O Ministério Público Estadual, o acusa de danos ao erário no valor de cerca de R$ 97 milhões.

Na pág A17 entre os 104 suspeitos de desviar dinheiro público por meio de fraudes em licitações no Maranhão, presos pela Polícia Federal na Operação Rapina, havia três servidores do TC-MA.

Em 26/12, em matéria intituladaTodos os conselheiros do TCE paulista empregam parentes” a Folha fez muito bem em continuar a cobrir o nepotismo no TCE-SP. Destaque: “A maioria dos parentes, mesmo sem concurso público, recebe por mês cerca de R$ 12 mil líquidos”.

Boa notícia na Austrália: “Luta contra o aquecimento global” vence as eleições

sábado, 24 novembro 2007

//www.foe.org.au/graphics/climate-justice/climate_just_kyoto.jpg)Nas eleições parlamentares da Austrália mais de 75% dos australianos apontam o aquecimento global como sua principal preocupação na hora de votar. Conforme a boa matéria de Sérgio Dávila, esta foi a principal razão para a derrota do primeiro-ministro. Apenas Bush e ele se recusaram a ratificar o Protocolo de Kyoto. A Austrália passa por uma seca avassaladora há pelo menos 3 anos. Após 12 anos de governo, mesmo com a economia apresentando bons números e o desemprego estar quase a zero, o primeiro-ministro conservador John Howard não conseguiu se reeleger no próprio distrito eleitoral.

Fundado em 1988, o IPCC (sigla para o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) levou 19 anos para evidenciar de forma incontestável duas questões: (1) há um aquecimento global acontecendo e (2) a ação humana é a principal causa deste fenômeno. Com certeza a tomada de decisões que permitam enfrentar esta questão central para a sobrevivência da humanidade não pode levar outro tanto. O que aconteceu na Austrália foi uma boa notícia.

“Salvar o planeta”: quanto custa e quem paga a conta…

sexta-feira, 23 novembro 2007

De um artigo do jornalista Carlos Tautz, no blog do Noblat de hoje:

O problema sobre quem financia, em nível global, a adaptação dos países aos impactos provocados pelas inequívocas e inevitáveis mudanças do clima é um dos grandes segredos de polichinelo que se colocam para os países que irão a Bali, na Indonésia, no início de dezembro, onde se realizará a 13ª Conferência das Partes signatárias da Convenção do Clima, a COP 13.”

O fato de que se reconheça a existência de uma questão ecológica em geral e do problema do Aquecimento Global em particular foi um avanço que levou décadas para ocorrer. O equacionamento das soluções precisa avançar de modo bem mais rápido sob pena de ser tarde demais.

Como sempre: é mais barato prevenir do que remediar.

Juntamente com a questão de quem paga a conta feita no artigo acima referido é necessário definir os programas e projetos que devem ser priorizados.

Administrar bem  é  definir adequadamente as prioridades.

Administração e Justiça

quarta-feira, 21 novembro 2007

Um dos episódios que contribuiu para o nascimento deste blog foi a PRISÃO EQUIVOCADA DE UM INOCENTE POR 2,5 ANOS. Embora eu não tenha as estatísticas (alô leitores! se alguém tiver as estatísticas sobre injustiças e erros do sistema carcerário e judiciário ou souber onde encontrá-las favor contribuir) não se trata de caso isolado.

Achei que um blog que mostre como uma boa administração das instituições pode ajudar a melhorar a sociedade vale a pena. Por enquanto estamos vendo o show de horrores de uma administração perversa e criminosa perpetrado em nome de toda a sociedade.

Vejam a notícia que veio a público ontem e hoje. Em Abaetetuba, no Pará, UMA JOVEM FICOU PRESA POR 30 DIAS NUMA CELA COM 20 HOMENS, VIOLADA DIARIAMENTE SOB PENA DE FICAR SEM COMIDA... Estarrecedor!

Quantas coisas erradas precisam acontecer para que se chegue nestes resultados… e com esta freqüência… A única atitude cabível neste caso é que sejam tomadas todas as providências para que ISTO JAMAIS VOLTE A SE REPETIR!!

Mas não é o que se vê. Na CBN, hoje, o delegado justificava com o fato de que a menina, menor de idade, não informara a idade corretamente (no fundo o delegado quer culpar a menina pelo que ocorreu)… Na Folha: ” O delegado Celso Viana, de Abaetetuba, justificou o fato de ela ter ficado presa com outros detentos porque a delegacia da cidade tem apenas uma cela.”

Justificativas como estas equivalem a uma promessa de que estes absurdos voltarão a ocorrer.

Estas ocorrências não são meros acasos.. há método nesta loucura… voltaremos ao assunto!

Cultura(s) Organizacional(is)

quarta-feira, 21 novembro 2007

Nesta próxima 5.a feira haverá a defesa de um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) que orientei na pós da Uninove a respeito dos Aspectos Culturais e Organizacionais no Processo de Aquisição do BankBoston pelo Banco Itaú ocorrido em 2006.

Há um consenso de que o Banco do Brasil é (ainda) o maior banco do país. Mas, depois desta aquisição a disputa entre o Itaú e o Bradesco pelo segundo lugar passou a depender de cada milhãozinho e do critério utilizado.

Menciono este fato pela atualidade do tema. A Revista Época Negócios que está nas bancas (nov. 2007) traz extensa matéria sobre a aquisição do ABN Amro por um consórcio de bancos europeus pelo valor de US$ 100 bi. No Brasil isto significará a aquisição do Banco Real pelo Santander (ex-Banespa). Os números destas duas organizações somados (mais de 2100 agencias, quase 55 mil funcionários, patrimonio de R$ 20,6 bi …) resultarão em mais um banco na disputa.

Sem citar a fonte, a Revista menciona ainda que, neste ano ocorreram no primeiro trimestre 69 fusões no mundo todo e que a estimativa é de 300 até 2008. (Pode-se presumir que de fato estes números sejam muito maiores porque as fontes são em geral, estudos de consultorias ou acadêmicos e não há um órgão centralizador destas estatísticas).

Dois aspectos a serem ressaltados. Um mencionado pela própria revista. Conforme estudo da KPMG, “83% de todas as uniões empresariais deixam de produzir benefícios para os acionistas e mais de 50% delas destroem valor nas empresas. Em metade das causas de insucesso, a causa fundamental é um choque cultural e suas conseqüências: baixo comprometimento e cooperação entre funcionários, maior rotatividade, deterioração no desempenho operacional e declínio no valor para o acionista.”

O outro aspecto e sobre o qual voltaremos a blogar (e muito) é: a quem interessa este mundo no qual predominam organizações gigantescas e multibilionárias ? estarão elas à altura das suas responsabilidades ?

Não percam os próximos capítulos.

O que é melhor: prevenir ou remediar ?

sábado, 17 novembro 2007

Num relatório publicado recentemente a Agência Internacional de Energia desenvolve diferentes cenários associando crescimento econômico e consumo de energia. Num cenário dos mais benignos as emissões de dióxido de carbono (considerada uma das principais causas do aquecimento global) SE ESTABILIZARIAM APENAS EM 2025, em níveis 30% superiores aos de 2005.

Hoje os países desenvolvidos, EUA à frente são os principais poluidores. Estima-se que a  maior parte do aumento previsto na emissão de gases que provocam o efeito estufa terá origem em países em desenvolvimento, começando por China e India.

Quem é o responsável ?!!

sábado, 17 novembro 2007

Num evento de alto nível da Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas do Planeta, no final de setembro o secretário-geral afirmou que se avançou no entendimento de que:

  1. A temperatura do Planeta Terra está aumentando.
  2. Isto se deve, em grande, medida à ação humana.

Deve ser publicada uma síntese do painel terminado em 16/11 como parte das reuniões preparatórias para a Conferência de Bali a ser iniciada em 3/12.

E não adianta gritar: “Parem o planeta que eu quero descer !”

É por isto que eu pergunto: “Quem é o responsável por resolver este problema?!!”

E respondo: “O responsável sou eu, é você, somos todos nós!!”