Archive for the ‘Gerenciamento do Conhecimento’ Category

O Terremoto de Itacarambi e o Gerenciamento do Conhecimento

segunda-feira, 10 dezembro 2007

Há dias prédios tremeram em SP. Como? Terremoto no Brasil? Não! Estes tremores foram conseqüência de terremoto com epicentro no Chile. Ah! bom !

Mas, ontem, sim. Ocorreu um terremoto em Itacarambi, norte de MG, Brasil, causando uma morte e vários feridos. Para minha incredulidade o epicentro estava a alguns quilômetros de profundidade naquele ponto do subsolo brasileiro.

Junto com o terremoto desabou um mito da minha infância. Aprendíamos na escola (como ainda hoje se ensina) que no Brasil não ocorrem fenômenos naturais devastadores como furacões e terremotos.

TREMOR Mapa do serviço geológico do EUA mostra onde foi o terremoto, localizado precisamente a 10 km de profundidade nas coordenadas 15.049° sul e 44.199° oeste

(O mapa e as informações acima foram obtidas aqui e aqui)

Nos textos escolares do ensino médio não há a mais remota possibilidade de que estes desastres naturais possam ocorrer no Brasil. Ensinava-se (e ainda se ensina) uma versão pseudo-científica de “País Tropical”, aquela música do Jorge Ben Jor que diz que moramos num país tropical, bonito por natureza, mas que beleza…. O problema não é ensinar “verdades” “científicas”. O grande problema é impingí-las como VERDADES DEFINITIVAS, despidas de sua historicidade, vedadas à curiosidade e ao questionamento como dogmas religiosos e, por último, mas não menos importante, que devem ser DECORADAS PARA A PROVA (ao invés de aprendidas para a vida). Depois não adianta reclamar que o país está nos últimos lugares em ciências… Os professores precisam levar para a sala de aula os conhecimentos atualizados ou, no jargão, o “estado da arte” do conhecimento. Gerenciamento do Conhecimento (Knowledge Management) também é – ou deveria ser- isto aí.

ATUALIZAÇÃO DE 12/12:

A FALHA GEOLÓGICA É MAIS EMBAIXO

Jornais de hoje trazem que o maior terremoto do Brasil ocorreu  no Mato Grosso, com o impacto considerável de 6,3 graus na escala Richter,  em (pasmem!) 1955… Então porque segue esta predominância da visão de “Paraíso Tropical” nas cartilhas escolares e na consciência social? Parece que o buraco, digo, a falha geológica é mais embaixo…

ATUALIZAÇÃO EM 07/05/2014:

Informações úteis divulgadas recentemente sobre este assunto pela FAPESP:

PORQUE A TERRA TREME NO BRASIL

Texto: http://revistapesquisa.fapesp.br/2013/05/14/por-que-aterra-treme-no-brasil/ 

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=W6tOVzxBtrQ

Anúncios